sábado, 21 de junho de 2014

DICAS PARA UM CASAMENTO SUSTENTÁVEL


Introdução
 Olá! Em 29 de Outubro de 2014 eu e meu marido completamos 30 anos de casados. Nesse tempo passamos por muitas experiências boas e amargas. Acertamos e erramos em muitos pontos, mas em todos esses anos temos experimentado o amor, a justiça e misericórdia de Deus nos motivando a recomeçar, como na primeira vez que nos conhecemos. Este maravilhoso amor de Deus presente em nossas vidas nos inspira a encorajá-lo (homem e mulher). Invista em seu casamento! Não abra mão daquilo que é seu por direito divino! Seu casamento também colabora  significativamente para que seus filhos sejam emocionalmente preparados para a batalha da vida. 

O ideal de todo casal é ter um lar feliz. Mas para que toda essa felicidade dure para sempre é necessário considerar a realidade da vida que envolve fases diversas como na alegria e tristeza, riqueza e pobreza, saúde e doença. Considerando as palavras de Jesus para os dias atuais com dias difíceis podemos concluir com o próprio Jesus que simplificar é a melhor forma de ter um relacionamento durável e prazeroso.

Três Pilares:
  • Respeito
  • Paciência
  • Cuidado

1ª Parte
RESPEITO
As violências verbais, físicas, psicológicas têm em suas raízes a falta de respeito mútuo.  O respeito não faz censura no comportamento do cônjuge, pelo contrário, dá ao parceiro a liberdade de expressão.
A falta de respeito é uma forma de violência. É uma atitude egoísta e manipuladora. Afeta todos que vivem ao redor (família, amigos, parentes, visinhos) além de ser a causa de divórcios ou casamentos aparentemente feliz.
Conselho para as esposas: Submissão ao Marido
Nos dias atuais em diversas camadas da sociedade a mulher assume posições de liderança. No relacionamento conjugal, tanto o homem como a mulher desempenham funções diferentes que completam entre si.  Submissão ao marido deve ser encarada como forma investir no relacionamento. Não há progresso num relacionamento se não há acordo. Precisam unir-se. Submissão é dar ao companheiro a honra de ser o líder por direito divino.
 “Vós, mulheres, submetei-vos a vossos maridos, como ao Senhor; porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o Salvador do corpo.
Mas, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres o sejam em tudo a seus maridos.” Efésios 5:22-24
“Semelhantemente vós, mulheres, sede submissas a vossos maridos; para que também, se alguns deles não obedecem à palavra, sejam ganhos sem palavra pelo procedimento de suas mulheres, considerando a vossa vida casta, em temor.
O vosso adorno não seja o enfeite exterior, como as tranças dos cabelos, o uso de jóias de ouro, ou o luxo dos vestidos, Porque assim se adornavam antigamente também as santas mulheres que esperavam em Deus, e estavam submissas a seus maridos;” I Pe 3:1-3,5

Exemplo: Sara
“Como Sara obedecia (respeitava) a Abraão, chamando-lhe senhor (demonstração pública de respeito na época); da qual vós sois filhas, se fazeis o bem e não temeis nenhum espanto.” I Pe 3:6
Independente do temperamento do cônjuge, respeitar é a melhor maneira de cativar o respeito. Respeito não se impõe com palavras ou cobranças, conquista-se dando-se ao respeito.
  • Na maneira de como falar, o que e a hora certa. (Procure antes de qualquer assunto, preparar um ambiente confortável)
  • No autocontrole quando contrariada. (É muito comum num relacionamento um querer manipular a vontade do outro como se estivessem numa competição. Tome muito cuidado.)
  • Na forma de tratá-lo perante seja quem for. (Ex: Pai, mãe, filhos, amigos, conhecidos ou não). Diminuir seu cônjuge na frente dos outros é desvalorizar a si mesmo. (A união conjugal torna o homem e a mulher uma só carne). Gen2:24
  • Respeite seu dinheiro, valorize suas conquistas sabendo todos saem lucrando.
  • Respeite os seus gostos (futebol, vídeo-game...) sabendo que esta é um passo para trocarem experiências.
  • Se não há possibilidade de um diálogo, não discuta.
  • Não faça nada por precipitação que depois venha se arrepender.
  • Se não quiser, não force, não sufoque.
  • Nunca grite. A tendência é de alterar a voz em meio ao barulho. Se um dos dois alterar a voz, seja o primeiro em desarmar-se. Fale mais baixo ou não fale, caso contrário piorará a situação.

“A palavra branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira” Prov 15:1

Conselhos para os maridos: Ame sua mulher
O amor nasce na atitude, cresce no tratamento e solidifica ao passar dos tempos. Há uma canção que diz “Toda mulher precisa ser amada”. De fato é uma necessidade feminina: sentir-se amada. A certeza do amor do parceiro dá a mulher condição emocional para agir equilibradamente, tomar decisões, educar os filhos, inclusive obedecer ao marido. O homem que vive para apenas uma mulher nunca estará sozinho. A Bíblia é verdade absoluta em apontar que a cabeça da mulher é o seu marido. Há uma piadinha sem graça de que os homens são a cabeça, mas a mulher é o pescoço, ou seja, o pescoço dirige a cabeça. Esta piada é uma humilhação para os homens e uma tremenda mentira de satanás porque a Bíblia aponta a posição da mulher na vida do marido. A posição bíblica da mulher é de COROA. Está ACIMA da cabeça. Coroa é símbolo de glória, fama e poder. A mulher é como uma flor que para estar linda por dentro e por fora, depende muito da mão de um habilidoso jardineiro.
  • Geralmente a mulher interpreta ao pé da letra piadinhas, frases machistas que podem ser lembradas por toda vida.
  • Se contrariado, controle-se. É muito comum um tentar manipular a vontade do outro como se estivessem numa competição.
  • Na forma de tratá-la perante seja quem for. (Ex: Pai, mãe, filhos, amigos, conhecidos ou não).
  • Depreciar sua mulher mesmo de brincadeirinha e ainda mais na frente dos outros é desvalorizar a si mesmo. (A união conjugal torna o homem e a mulher uma só carne). Gen2:24
  • Respeite seu dinheiro, valorize suas conquistas sabendo todos saem lucrando.
  • Não dê broncas, converse. Procure respeitar seus gostos como moda, beleza, estética. Deixe-a sentir-se mulher. Isto é conceder-lhe a segurança de extravasar sua feminilidade e juntos trocarem novas experiências.
  • Se não há possibilidade de um diálogo, não discuta.
  • Não ameace, nem seja violento. Não faça nada que depois venha se arrepender.
  • Se não quiser, não force, não sufoque.
  • Nunca grite.

“Vós, maridos, amai a vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela,a fim de a santificar, tendo-a purificado com a lavagem da água, pela palavra,para apresentá-la a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem qualquer coisa semelhante, mas santa e irrepreensível. Assim devem os maridos amar a suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo.
Pois nunca ninguém aborreceu a sua própria carne, antes a nutre e preza, como também Cristo à igreja; porque somos membros do seu corpo.Por isso deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e se unirá à sua mulher, e serão os dois uma só carne.Grande é este mistério, mas eu falo em referência a Cristo e à igreja.Todavia também vós, cada um de per si, assim ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie a seu marido.” Efésios 5:25-33
“Igualmente vós, maridos, vivei com elas com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais frágil, e como sendo elas herdeiras convosco da graça da vida, para que não sejam impedidas as vossas orações.” I Pe 3:7
 “A mulher virtuosa é a coroa do seu marido; porém a que procede vergonhosamente é como apodrecimento nos seus ossos.” Prov 12:4
“Seja bendito o teu manancial; e regozija-te na mulher da tua mocidade.” Prov5:18
“Bem-aventurado todo aquele que teme ao Senhor e anda nos seus caminhos. Pois comerás do trabalho das tuas mãos; feliz serás, e te irá bem.
 A tua mulher será como a videira frutífera, no interior da tua casa; os teus filhos como plantas de oliveira, ao redor da tua mesa.
Eis que assim será abençoado o homem que teme ao Senhor.
De Sião o Senhor te abençoará; verás a prosperidade de Jerusalém por todos os dias da tua vida, e verás os filhos de teus filhos. “A paz seja sobre Israel.” 

Salmos 128



Pontos a refletir.

·    Ninguém em sã consciência trata o chefe, o patrão de qualquer maneira para não perder seu emprego.
·    No comércio o freguês sempre tem razão.
·    Por interesse próprio somos capazes de reatar amizades.
·    Somos dependentes do patrão.
·    Abrimos mão de nosso orgulho “engolimos sapo” para vender nosso peixe.
·    Somos fiéis a um time.
Somos capazes de passar por cima de ofensas para ter prestígio, tirando proveito daquilo que nos interessa, menos considerar que o que realmente sustenta uma casa é o respeito o cuidado e a paciência.
“Se, porém, não perdoardes aos homens, tampouco vosso Pai perdoará vossas ofensas.” Mateus 6:15.
Portanto tome você a iniciativa de perdoar e respeitar sempre.


2ª Parte

PACIENCIA
Desafiador é falar de paciência. De modo geral, mais desafiador ainda, encarar a realidade quanto ao relógio interior do cônjuge. Este relógio interior de seu cônjuge não gira no mesmo tempo que o seu. Cada um tem sua hora, o seu momento, o seu tempo. Difícil de entender? Teoricamente Não, mas na prática as coisas complicam na maioria dos casos. Mas é o que acontece na vida do casal. As vontades nem sempre são as mesmas, o momento em que um solicita o outro para tomar decisões juntos ou simplesmente para “fazer amor”. O apetite sexual, a freqüência de procura de um pode variar pra mais ou menos, diferenciando do parceiro (a). Mais exemplos: O tempo que cada um leva para superar ofensas, mágoas, ressentimentos, perdas, aborrecimentos, decepções.  Coisas como essas influenciam o relacionamento. O momento de um não sendo o mesmo do outro, sem a presença de Deus, “a coisa pega”, meu irmão (a). Fica então a questão de como descobrir o que é mais importante no relacionamento conjugal. Qual o tempo certo para determinados assuntos. Quebrar tudo, partir pra cima ou não? Fazer acontecer para depois ver no que vai dar? Há um desnível na vida de muitos casais quanto à necessidade de caminharem juntos. A Bíblia fala em jugo desigual, fala da impossibilidade da comunhão das trevas com a luz, do caos de um reino dividido, e do princípio de concordância. Quero falar um pouco do princípio da concordância antes de passar o assunto principal, a paciência.
Levando em consideração que quase todos estão enfadados num relacionamento sem graça, sem criatividade, a dica é: FILIPENSES 1.
Nesta carta, no primeiro capítulo, o apóstolo Paulo dirige-se a uma igreja cooperadora e constante. Ele apela para que haja cooperação e constância – v.5 “pela vossa cooperação a favor do evangelho desde o primeiro dia até agora;”
Levando para o relacionamento conjugal a mensagem se encaixa muito bem: Paulo diz – “a favor do evangelho” ; e nós podemos dizer a favor do casamento que deve ser a expressão do amor de Deus. Continuando - FILIPENSES 2
Versículo1- “Portanto, se há alguma exortação em Cristo, se alguma consolação de amor, se alguma comunhão do Espírito, se alguns entranháveis afetos e compaixões, v.2 completai a minha alegria de modo que tenhais o mesmo pensamento, tendo o mesmo amor, o mesmo ânimo, sentindo a mesma coisa; (concordância)
Os versículos acima citados registram manifestações de atitudes estimulantes da fé cristã. Enfatiza a essência do segredo de um relacionamento prazeroso, uma obra completa através do PRINCÍPIO DA CONCORDÂNCIA.
Sendo este um testemunho de trinta anos de casamento, devo confessar que se não fosse priorizar o princípio da concordância com Deus não teríamos conseguido. Um casal pode fazer combinados e acordos, mas com o tempo o desgaste é inevitável. É necessário pelo menos um dos cônjuges estarem em concordância com Deus.

Conselho para as esposas – tenha paciência com seu marido.
Conselho para os maridos – tenha paciência com sua esposa.

Você precisa fazer as pazes com o tempo!!! Quando estamos em paz com Deus ( em concordância), o tempo corre em nosso favor, acredite!

Pontos a refletir


  • Todo tipo de semente leva um tempo para germinar.
  • O que você tem plantado vai dar fruto. O que você tem plantado?
  • Você deixaria de receber seu pagamento se a única opção fosse esperar na fila a sua vez?
  • Você seria capaz de comer um pedaço de “esterco” para não se dar ao trabalho de esperar sua refeição porque a boca do seu fogão é muito lenta, fraca?
  • Você abandonaria seu emprego sabendo que aquela promoção maravilhosa e tão esperada está pra sair a qualquer momento?
  • Tudo que a gente leva do tempo são as recordações.
  • A paciência tem duas asas: a esperança e a fé.
3ª Parte
CUIDADO
Nesse trinta anos temos aprendido cuidar um do outro principalmente agora que nossos filhos são adultos, casados, independentes. Pretendemos detalhar como temos desenvolvido essa parte em nossa vida. 
Aguardem. Bjs, a paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário